Gustavo Dal Molin, do Maranhão, é o vencedor do concurso de artigos jurídicos do Notariado Jovem
Publicado em 13/04/2018

Gustavo Dal Molin de Oliveira, 7° Tabelião de Notas de São Luiz (MA) foi o grande vencedor do concurso de artigos jurídicos do Notariado Jovem. O trabalho desenvolvido pelo tabelião teve como tema: O Notário na Prevenção da Lavagem de Dinheiro.


 
“Independentemente do resultado eu sabia que aprofundar os estudos sobre a atuação do notário frente às novas tecnologias, ou na prevenção à lavagem de dinheiro, traria conhecimentos teóricos e inclusive ideias para aprimorar a prestação do serviço notarial”, disse Oliveira, que, como prêmio ganhou a inscrição para a participação na  XX Jornada do Notariado Jovem do Cone Sul, que será realizado entre os dias 17 e 19 de maio, em Cidade del Leste, no Paraguai.
 
O tabelião conta que optou pelo tema da lavagem de dinheiro, pois percebeu após muitas leituras, que embora o notariado brasileiro contribua com o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), Poder Judiciário, Ministério Público e demais órgãos estatais, ainda há como adotar novas medidas para prevenir a lavagem de dinheiro em âmbito notarial. “A sociedade brasileira está cada vez mais disposta a combater a corrupção e a lavagem de dinheiro. O tabelião é um dos atores nesse processo, devendo conhecer exatamente o seu papel para que possa atuar com ainda mais protagonismo”.
 
Para Gustavo Dal Molin de Oliveira ganhar o concurso foi uma surpresa feliz. “A elaboração desse trabalho trouxe muito conhecimento. Espero que esse estudo possa contribuir com os projetos desenvolvidos pelo Colégio Notarial e instigar outros notários a refletir e compartilhar seus conhecimentos e experiências sobre o tema”.
 
Todos os artigos enviados foram avaliados pela banca de avaliação formada por Eduardo Calais, presidente do Colégio Notarial de Minas Gerais (CNB/MG); Filipe Andrade Lima Melo, vice-presidente do Colégio Notarial do Brasil (CNB); e Wendell Salomão, membro do notariado jovem brasileiro.
 
Segundo Eduardo Calais, o artigo vencedor abordou o tema da lavagem de dinheiro, destacando em que medida o notariado já ajuda na prevenção desses ilícitos e lançou ideias de como a atividade pode se tornar ainda mais útil e eficaz para combater outros crimes. “Não poderia deixar de destacar a importância de todos aqueles que participaram do concurso, enviando artigos de altíssima qualidade. Todos estão de parabéns. Ver o empenho e a dedicação para produzir conhecimento só reforça a importância de iniciativas como essa”.
 
Para Filipe Andrade Lima Melo, Gustavo Dal Molin de Oliveira está de parabéns. “Ele mereceu porque não se contentou em fazer uma excelente contextualização histórica e legislativa, mas avançou para propostas concretas em prol do notariado e da sociedade. Tudo construído com clareza e objetividade”.
 
De acordo com Wendell Salomão, o tabelião vencedor, além de participar do Encontro Nacional dos Notários, que será realizado entre os dias 17 e 19 de maio, na Cidade do Leste, no Paraguai vai desfrutar de todas as explanações dos trabalhos apresentados pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. “O Notariado Jovem sente-se honrado em levar sua participação ao Congresso com excelente trabalho e tema. Os participantes dos demais países do Notariado Jovem são extremamente unidos e é esse o intuito que estamos buscando no Brasil para sediar o evento em 2019”.
 
Além do trabalho vencedor, o Brasil apresentará outros três trabalhos na XX Jornada do Notariado Jovem do Cone Sul, que será realizado entre os dias 17 e 19 de maior, em Cidade del Leste, no Paraguai.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
 


Voltar
Compartilhar:
Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Imprimir Email This Compartilhe no Delicious Mais...