carregando ...
logo-menu Notários
logo-whatsapp WhatsApp

13/04/2022 – “Os tabelionatos gaúchos têm prestado serviço de excelência em relação ao cenário notarial do país”

13/04/2022 – “Os tabelionatos gaúchos têm prestado serviço de excelência em relação ao cenário notarial do país”

Presidente da Agadie, Eduardo de Mendonça Heinz falou sobre as metas de sua gestão e a importância dos tabelionatos gaúchos em entrevista ao CNB/RS

Eduardo de Mendonça Heinz, novo presidente da Associação Gaúcha dos Advogados do Direito Imobiliário Empresarial (Agadie) para a gestão 2020/2022, em entrevista ao Colégio Notarial do Brasil – Seção Rio Grande do Sul (CNB/RS), falou sobre as metas da sua gestão, os desafios e a importância dos tabelionatos do estado para a Associação.

“A Agadie foi concebida como uma entidade de apoio e desenvolvimento do mercado jurídico do setor imobiliário. Os temas debatidos, portanto, servem para contribuir diretamente com o aprimoramento do serviço notarial”, ressalta Eduardo.

Eduardo de Mendonça Heinz é pós-graduado em Direito Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e em Direito Imobiliário pelo Instituto Contemporâneo de Direito (IDC), e especialista em MBA Executivo em Administração: Gestão Estratégica de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também é membro do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/RS desde 2009.

Confira a íntegra da entrevista:

CNB/RS – Quais trabalhos são prestados pela Agadie?

Eduardo de Mendonça Heinz – A Agadie é uma associação gaúcha, sem fins lucrativos, de advogados do ramo empresarial, que possui mais de 30 anos de existência. Tem como o objetivo fomentar o mercado imobiliário e aperfeiçoar o estudo jurídico de questões relativas ao setor. Também busca o intercâmbio cultural e social com entidades congêneres, assim como atender os interesses de seus associados na especialização e conhecimento.

CNB/RS – Como foi tomar posse como presidente da Agadie?

Eduardo de Mendonça Heinz – Tomar posse como presidente foi um dos maiores desafios da minha carreira, uma vez que estar à frente de uma das maiores e respeitadas associação do sul do país exige uma responsabilidade de igual grandeza. Só aceitei o desafio por contar com o apoio dos associados, mas principalmente com o apoio da Diretoria, que hoje é o carro chefe das atividades desenvolvidas e entregues pela associação a todos os seus associados e também a sociedade civil.

CNB/RS – Quais são as principais metas da sua gestão?

Eduardo de Mendonça Heinz – A principal meta da gestão foi de manter o excelente trabalho realizado pelas gestões anteriores, mas também de trazer inovação, com o implemento de soluções tecnológicas para aprimorar o alcance do trabalho desenvolvido internamente pela associação, principalmente por conta da pandemia da COVID 19, que suspendeu as atividades por um bom tempo e impediu os encontros dos associados.

CNB/RS – Quais os desafios que acredita que ainda serão enfrentados por conta da pandemia?

Eduardo de Mendonça Heinz – A pandemia trouxe inúmeros entraves, principalmente ao mercado da advocacia e ao mercado imobiliário. O desafio será retomar o crescimento econômico ao mesmo tempo que reorganizamos o mercado jurídico por conta da suspensão das atividades e fechamento de fóruns e serviços públicos. Precisamos criar opções para a advocacia empresarial imobiliária, que serve de apoio ao empresariado, refletindo, assim, no ganho do mercado imobiliário. Para isso estamos investindo nos debates de temas extremamente importantes do setor, além de cursos e palestras com profissionais convidados, de referência nacional no mercado jurídico. Contamos com ferramentas de participação virtual, que aproximam e viabilizam o acesso a este conteúdo em qualquer lugar, bastando, para isso, um dispositivo eletrônico com acesso à internet.  

CNB/RS – Qual a importância da Agadie para os notários gaúchos?

Eduardo de Mendonça Heinz – A Agadie foi concebida como uma entidade de apoio e desenvolvimento do mercado jurídico do setor imobiliário. Os temas debatidos, portanto, servem para contribuir diretamente com o aprimoramento do serviço notarial. Além disso, há o intercâmbio cultural, com a parceria para concepção e divulgação de assuntos de extrema importância do setor, principalmente por conta da relação do serviço notarial e as demandas jurídicas imobiliárias.

CNB/RS – Como avalia os serviços prestados pelos tabelionatos gaúchos?

Eduardo de Mendonça Heinz – Os tabelionatos gaúchos têm prestado serviço de excelência em relação ao cenário notarial do país. Nossos associados, que exercem sua atividade nos quatro cantos do Brasil, têm se manifestado no sentido de que aqui no Sul temos uma exceção em relação ao cenário brasileiro. Com o e-Notariado vimos um aumento considerável da eficiência do serviço prestado, por conta da comodidade, custo e agilidade na entrega do serviço. Obviamente temos muito ainda para avançar. E é por isso que a Agadie permanece de portas abertas aos notários e espera contar com esta saudável parceria por longa data. 

Fonte: Assessoria de Comunicação – CNB/RS