Conheça os representantes do Brasil na Universidade Mundial da UINL: Giovani Guitti Gianellini, da Bahia
Publicado em 12/03/2018

Giovani Guitti Gianellini, tabelião de notas e de protesto de títulos de Santaluz, no Estado da Bahia, faz parte dos quatro notários brasileiros que vão participar da 7ª edição da Universidade do Notariado Mundial, iniciativa da União Internacional do Notariado (UINL), que reunirá jovens notários de 87 países do mundo que praticam o modelo do notariado do tipo latino na cidade de Roma, na Itália.



 
Para Giovani, a participação em um evento no qual convergirão notários de todo o mundo, representantes de cinco continentes, investidos na função de atribuir fé pública e intervir nos atos e fatos jurídicos a que devam ou sejam submetidos às suas prudências e técnicas, é uma oportunidade singular de explorar sistemas jurídicos distintos, fomentar e desenvolver vínculos culturais improváveis. “Participar da Universidade do Notariado Mundial, além do entusiasmo e regozijo pessoal inenarráveis, contribui para que o amadurecimento da nossa atividade, literatura e cultura de assessoramento jurídico prosperem em compasso com as práticas e soluções, jurídicas e tecnológicas, adotadas no mundo do notariado latino”.

 
De acordo com o tabelião, o Brasil reúne a terceira maior população entre os países membros da União Internacional do Notariado do tipo latino, atrás apenas da China e Indonésia, fato que o torna o primeiro País do mundo ocidental que adota o referido modelo notarial, sendo de suma importância a participação do País na Universidade do Notariado Mundial.

 
Segundo Giovani, o tema da 7ª edição – autonomia da vontade – constitui suporte fático da intervenção notarial, de modo que praticamente todos os aspectos atinentes à atividade se originam da matriz categorial proposta como objeto científico. ”A qualidade e variedade dos trabalhos a serem elaborados enriquecerá profundamente o nosso conhecimento sobre aspectos técnicos da intervenção notarial, como o entendimento da nossa própria identidade funcional e comunitária”.


Fonte: Assessoria de Imprensa


Voltar
Compartilhar:
Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Imprimir Email This Compartilhe no Delicious Mais...